quarta-feira, 15 de junho de 2016

Faz.



Meu caminhar é feito de aventura,
E numa longa estrada de cascalhos
Vou silente catando bons retalhos
Pra construir vida digna futura!

Mas, pedra em corredeira encontra encalhos,
No seu percurso tendo desventura!
Obstáculo traz-nos amargura,
Nos deixa em cada queda, nos frangalhos!

Mas, tenho minha meta e vou segui-la;
– História, vida proba, aqui desfila – 
Sem pensar ou exigir a recompensa!

Vou clareando a estrada que for densa,
Rasgando o véu, quebrando essa neblina 
Levando o amor que a tudo descortina!

Zé Salvador.

Um comentário: